Welcome to Cheetah’s: Quer perder peso? Pergunte-me como.

“Champions aren´t made in the gyms. Champions are made from something they have deep inside them – a desire, a dream, a vision.
Muhammad Ali

Bem-vindos ao Cheetah’s. O único clube virtual de adult entertainment que mistura pole dances e bodyslams abre novamente as portas em exclusivo para os leitores da BGW.

Esta semana trago-vos um tema muito caro às simpáticas funcionárias deste estabelecimento: excesso de peso/má forma física. Em primeiro lugar gostaria de dizer que o excesso de peso num wrestler não é algo que se possa debater objectivamente. Aquilo que podemos considerar alguns quilos a mais num determinado lutador, com determinada gimmick, pode não aplicar-se a um outro. E até para o mesmo lutador uma determinada gimmick pode permitir uma forma física um pouco menos cuidada. Comecemos por esses casos que têm como melhor exemplo Umaga. A personagem do samoan bulldozer permite flutuações de peso e forma como muito poucas. A juntar a isto, Umaga consegue juntar aquele look volumoso a uma agilidade pouco comum neste tipo de lutador (tivemos um bom exemplo disso mesmo no super kick aplicado na última Smackdown que seria aprovado por Shawn Michaels himself). Outro bom exemplo deste tipo de morfologia será Mark Henry. Não será tão ágil quanto Umaga, mas ainda assim consegue distribuir os 170 quilos de uma forma que, não só não choca como também se aplica perfeitamente àquele que é the world strongest man. A fechar esta categoria refira-se Viscera, um ódio de estimação pessoal pela inexistente qualidade dentro do ringue e fora dele, mas cuja dimensão corporal se enquadrava perfeitamente nas personagens que encarnou ao longo da carreira.

Depois temos aqueles casos em que, apesar de se notar que algumas horas de ginásio seriam mais necessárias do que chuva na Etiópia, o historial do lutador permite uma forma física menos digna de Adónis. Falo daqueles lutadores que desde o inicio da carreira, ou pelo menos desde que os começámos a acompanhar, sempre se apresentaram com uma barriguinha proeminente. Estou a lembrar-me de casos como Trevor Murdoch, Festus ou ainda JBL, ainda que no caso deste último tal tenha sido mais evidente nos últimos anos de carreira. Carreira essa, e numa side note, eu duvido que tenha chegado ao fim. Acredito piamente que ainda vamos ouvir falar de Mr. Manboobs no futuro. No fundo estes lutadores são como aquele vizinho e amigo de infância mais anafado que toda a gente na escola gozava, menos vocês, pela simples razão que sempre o conheceram assim.

Chegamos agora aos casos mais delicados. Refiro-me aqueles lutadores que estando no momento alto da carreira, em alguns momentos, apresentam morfologias que revelam, no mínimo, algum desleixo. Começo pelo caso de Matt Hardy. Bem sei que o rapaz já não vai para novo (a calvice em fase inicial não perdoa) mas aquela saliência que insistentemente tenta espreitar por baixo da camisola, faz-me sentir como se estivesse a olhar para uma qualquer fã do Angélico à espera de um autógrafo no final de um concerto. O caso toma contornos ainda mais graves, sabendo que este tipo de silhueta afecta claramente o estilo do lutador em questão. As manobras de high-flyer são cada vez mais raras e até mesmo a velocidade dentro de ringue está a perigosamente a aproximar-se de um Shad ou até mesmo de um Festus. Há quem diga que depois de perder Lita, he just doesn’t care anymore, mas também não era necessário este extremismo. Afinal de contas, there is plenty of fish in the sea. O que lhe vai valendo é o recente heel turn que, como é sabido, lhe garante o apoio automático dos grandes sábios/teóricos em Luta-Livre.

Outro caso semelhante é o de Kane. Dizer em primeiro lugar que sou um fã incondicional do mesmo por várias razões: a personagem tem uma longevidade cada vez mais rara em Wrestling, as storylines em que se envolveu foram sempre daqueles que mais me cativaram principalmente aquando da aparição pela primeira vez do fake Kane (que segundo reza a lenda era interpretado por um lutador que já referi nesta crónica) e por ter feito parte de uma das mais carismáticas tag-teams de sempre juntamente com o “irmão” Undertaker. Contudo, basta vermos alguns programas de há 2 ou 3 anos atrás para vermos que a fisionomia de Kane é agora diferente. Novamente a idade não perdoa mas quando vemos lutadores mais velhos que se apresentam bem mais cuidados…no mínimo dá que pensar. E isto ganha especial importância se pensarmos que um dos maiores atractivos de Kane sempre foi aliar a sua grande estatura a uma velocidade fora do habitual.

O caso mais gritante de todos, não pela dimensão do problema mas pelo relevo da personagem, é o de um lutador apreciado pelas massas e que inclusivamente foi a Superstar do ano. Falo de Chris Jericho. Não sou um dos maiores fãs, mas admito que têm bastante qualidade tanto dentro do ringue como fora dele. Mas para um lutador que ainda se encontra na casa dos trinta, a fisionomia mais recente de Y2J leva-me a pensar que poderá haver aqui algum desleixo. A desculpa do novo uniforme ser mais curto e expor mais o corpo, que se utiliza muito quando estamos a comprar novos calções de banho com a namorada (bela dica…quem é amigo quem é?), neste caso parece-me uma clara forma de atirar areia aos olhos daqueles que apreciam verdadeiramente a modalidade e que têm o direito de exigir que os interveniente sejam sérios naquilo que fazem. E já se sabe que à mulher de César não basta ser séria…

E chegou à altura das duas rúbricas semanais deste espaço de variedades.

Lap dance da semana
E a lap dance da semana vai para alguém que, e julgo que é unânime quando digo isto, gostaríamos mais que fosse o remetente da mesma e não o destinatário. Falo de Tiffany. Gosto desta miúda e não só pelos motivos mais óbvios. Em primeiro lugar porque foge ao típico GM dos shows da WWE e é por isso uma aposta original. E em segundo, e mais importante, acho que é muito boa naquilo que faz. Sabe falar para o público sem que a sua voz pareça saída de um miúdo de doze anos em plena pré-puberdade, o que é meio caminho andado para que passe uma imagem de autoridade credível. Ao contrário da GM da Raw cuja voz e presença é, na minha opinião, de levar ao vómito (óinc, óinc). Na última ECW acho que roubou por completo o palco a Swagger na sequência de abertura e fez muito bem a ponte para a sequência seguinte, de uma forma natural e pouco forçada. Sinceramente julgo que a WWE deveria manter esta aposta durante mais tempo do que aquele que tem previsto e que à partida não será muito. Se as suas qualidade em ringue melhorarem…óptimo. Mas caso tal não aconteça julgo que, se os Deuses de Wrestling assim entenderem, Tifanny pode ser uma agradável surpresa no gabinete.
Uma menção especial no Lap dance da semana para o regresso de um dos meus preferidos da actualidade. Mr Kennedy…com direito a bar aberto no Cheetah’s.

Barrados à entrada
E chega o momento de saber quem não entra esta semana no Cheetah’s. E essa honra cabe esta semana a MVP. Que tem estilo, que sabe o que faz no ringue, que tem presença e que tem carisma… ninguém o nega. Contudo julgo que a adaptação a este face turn não está a ser fácil. É certo que era necessária, uma vez que de outra forma a sua carreira entraria numa fase perigosamente descendente, mas acredito que a mudança foi demasiado radical. Aquando dos primeiros rumores que MVP iria virar um dos “bonzinhos da fita”, sempre imaginei que estivesse numa linha menos assumidamente honesta. Pensei que os steals iriam continuar a ser uma forma habitual de vencer, que alguma arrogância continuasse a pontuar a sua postura etc. Mas o que vejo chega a roçar o ridículo. Prova disso foi a reacção à vitória de Kofi no Triple Threat da última RAW. Só faltou mesmo um abraço ou aperto de mão. Não via algo do género desde os combates entre Virgil e Tito Santana. Só que pelo menos o El Matador vestia-se com rosa…

Boa semana a todos e até quarta.

Até lá, boas table dances e grandes combates de Wrestling.

PapaShango

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

w

Connecting to %s


%d bloggers like this: